terça-feira, 25 de janeiro de 2011

QUERIDAS..A VIDA SEMPREEE CONTINUA, PORTANTO, HOJE E ESTES DIAS VOU POSTAR ROUPAS LINDAS AQUI , AGUARDE, FORUM, EQUUS, E ALGO DO GENERO...


MADAME ESTÁ VOLTANDO....COM NOVIDADES...FIQUEM DE OLHO! UMA SEMANA DE POSTAGEM PARA VENDA, SEM NOTICIAS, SÓ ROUPAS E ACESSÓRIOS LINDOS!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

MENINAS ESTOU MALHANDO NA ACADEMIA DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA! RSSS

PQP QUE BRAÇÃO HORRIVEL ! KKKKKKKKKKKKK
(SOU A TERCEIRA PESSOA DA ESQUERDA PRA DIREITO DE PÉ , LADO DO BOMBEIRO)
UM AMIGO ME DISSE QUE ISSO SE CHAMA MEMORIA MUSCULAR..TÁ TÁ...RS VIREI UMA RAMBAAAAAAAAA , CRUZ CREDO KKKKKKKKKKKKKKKKK!
ESSE GALPÃO ENCHEU E ESVAZIOU VÁRIAS VEZES, DESPACHAMOS 70 TONELADAS SOMENTE DE ALIMENTO FORA ÁGUA E ROUPAS , E EU FIQUEI ENCARREGADA HOJE DE COORDENAR A ARRUMAÇÃO DE ROUPAS...CRUZZZZZZZZZZZZZZZZZ CREDO GENTE, TEM COISAS DE ARREPIAR, GENTE QUE "DOA" ROUPA SUJA...(LEIA-SE: CAGADA MESMO, MIJADA, FEDENDO A PODRE, CHULEZENTA...) FORA AS ROUPAS VELHAS DEMAIS ATÉ PRA PANO DE CHÃO QUE SÃO DOADAS.
E CUECA VELHA? PQP FORAM VÁRIAS....E UMAS ATÉ COM FREIADA...AI AI ...BANDO DE PORCOS....
DOAR É BOM MAS COM CONSCIENCIA, ROUPAS VELHINHAS MAS LIMPAS NÃO RASGADAS.
TEVE GENTE QUE CHEGOU COM ALIMENTOS VENCIDOS PRA DOAR ! PQP, DIZENDO "UÉ, QUAL O PROBLEMA, ESTÃO MESMO MORRENDO DE FOME NÉ?" ...É ACREDITEM, TEM GENTE PRA DIZER ISSO, MANDAMOS A PESSOA COMER A COMIDA QUE LEVOU , FILHA DE UMA ÉGUA! (DESCULPEM RS FIQUEI REVOLTADA AO SABER DESSA HISTORIA)
ENTÃO GALERA, DOEM, MAS DOEM COM AMOR MESMO!
MAS VOLTANDO AO BRAÇÃO KKKKKKKKKKKKKK.....
QUE SUSTO ESSE BRAÇÃO NA FOTO! EU ESTAVA UMA MANHÃ INTEIRA CARREGANDO CAIXA, SEPARANDO ROUPAS, RS TAÍ, FIQUEI FORTONA DE REPENTE KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK DEUS ME LIVREEEEEEEEEEEEE TA FEIO RS MAS TUDO BEM, FICO FELIZ EM FICAR FORTONA SE FOR PRA AJUDAR MAIS! KKKKKKKKKKKK

November Rain.... lembrando! ..Para alegrar a vida com uma musica de amor!




November Rain

When I look into your eyes
I can see a love restrained
But darling when I hold you
Don't you know I feel the same


'Cause nothing lasts forever
And we both know hearts can change
And it's hard to hold a candle
In the cold november rain


We've been through this such a long, long time
Just trying to kill the pain, oh yeah


But lovers always come
And lovers always go
An no one's really sure
Who's letting go today walking away


If I could take the time
To lay it on the line
I could rest my head
Just knowing that you were mine, all mine

So if you want to love me
Then darling don't refrain
Or I'll just end up walking
In the cold november rain


Do you need some time... on your own
Do you need some time... all alone
Everybody needs sometime... on their own
Don't you know you need sometime... all alone

I know it's hard to keep an open heart
When even friends seem out to harm you
But if you could heal a broken heart
Wouldn't time be out to charm you


Sometimes I need some time... on my own
Sometimes I need some time... all aloneEverybody needs some time... on their own
Don't you know you need some time... all alone

And when your fears subside
And shadows still remain
I know that you can love me
When there's no one left to blame


So nevermind the darkness
We still can find a way
'Cause nothing lasts forever
Even cold november rain


Don't ya think that you need somebody
Don't ya think that you need someone
Everybody needs somebody
You're not the only one
You're not the only one

tradução...
Chuva de Novembro

Quando olho nos seus olhos
Posso ver um amor contido
Mas querida, quando te abraço
Você não sabe que eu sinto o mesmo?


Porque nada dura para sempre,
E nós dois sabemos que os corações podem mudar
E é difícil segurar uma vela
Na chuva fria de novembro.


Nós estamos nessa busca a tanto, tanto tempo
Simplesmente tentando matar a dor, oh yeah


Mas amores sempre vem
E amores sempre vão
E ninguém está realmente certo
De quem está deixando partir hoje... Indo embora


Se eu pudesse usar o tempo
Para falar francamente
Eu poderia descansar minha cabeça
Simplesmente sabendo que você foi minha, toda minha


Então, se você quiser me amar
Então querida, não se contenha
Ou simplesmente terminarei andando
Na fria chuva de novembro


Você precisa de um tempo?... para você
Você precisa de um tempo?... totalmente sozinha
Todo mundo precisa de um tempo.. para si
Você não sabe que precisa de um tempo?... Totalmente sozinha?


Eu sei que é difícil manter um coração aberto
Quando mesmo os amigos parecem te machucar
Mas se você pudesse curar um coração partido
O tempo não pararia para te encantar?


As vezes eu preciso de um tempo... para mim
As vezes eu preciso de um tempo... totalmente sozinho
Todo mundo precisa de um tempo.. para si
Você não sabe que precisa de um tempo?... Totalmente sozinha?


E quando seus temores se acalmarem
E as sombras ainda permanecerem
Eu sei que você pode me amar
Quando não sobrar mais ninguém para culpar


Então não se preocupe com a escuridão
Nós ainda podemos encontrar um jeito
Porque nada dura para sempre
Nem mesmo a fria chuva de novembro


Você não acha que precisa de alguém?
Você não acha que precisa de alguém?
Todos precisam de alguém
Você não é a única
Você não é a única

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Um relato emocionante de uma das sobreviventes da tragédia no Rio de Janeiro

Variedades
Vida real
por Luiza Pinheiro

Um relato emocionante de uma das sobreviventes da tragédia no Rio de Janeiro

Teresópolis - Equipes de resgate trabalham nas áreas atingidas pelas fortes chuvas que assolaram a região serrana do Estado

Cães e gatos já começam a comer os cadáveres, que fazer?
Este é o relato da jornalista Luiza Pinheiro, que mora em Teresópolis, uma das regiões afetadas pelas enchentes no Rio de Janeiro. É para ler, reler, guardar e, principalmente, tomar coragem para fazer algo por quem perdeu tanto...

Teresópolis - 5º dia (Dia 16 de janeiro de 2011)

São apenas 5 dias e já parece um ano ou mais.

É fácil ficar sem luz, sem telefone, já que os celulares funcionam.

Água é mais difícil porque panos de chão para limpeza não podem ser lavados com a mesma rapidez, então, os que querem doar já sabem o que incluir na lista. A Lidia Bastos lembrou de adoçantes e produtos afins porque existem muitos diabéticos e idosos com glicose alta.

A vida continua sendo possível sem geladeira, sem televisão, sem telefone, sem computador, mas nunca sem celular!!!!!

A vida nas cavernas é perfeitamente possível, gente. Me programei para acordar na primeira claridade da manhã, ou "escuridade" ainda e, ao final do dia já estou tão cansada de andar na lama que leio o jornal, à luz de uma única vela para economizar, e embalo o sono ouvindo no rádio, só nesta hora, as notícias das rádios locais, com as minhas últimas pilhas.

Mas a Dudu já veio ontem do Rio com pilhas e velas para me entregar hoje. Nossa Senhora das Velas e Nossa Senhora das Pilhas, a Dudu!

Apesar de há cinco dias eu não ter feito nenhuma refeição daquelas que se pode chamar de refeição, e não vejo ainda o dia em que isto vá acontecer. Quem quer cozinhar numa situação destas? Como nas cavernas...

Muito rápido a gente se reacostuma e, numa caverna o chão não precisaria ser limpo a cada pegada de lama.

Banho frio é a pior parte, brrrr... odeio água fria (de boca fechada, caso a água da caixa já esteja contaminada) e o sabão não sai do corpo facilmente.

A vinda para cá é totalmente segura, quem sobe a serra relata que não dá para acreditar que aconteceu qualquer coisinha. Foi afetada apenas uma faixa da cidade, que se estende até a área rural e na direção dos outros municípios.

Garanto a vocês que a vinda é segura.

Quem quiser doar material o endereço é Rua Caramuru, 200, no bairro do Meudon.

E a cidade está fortemente policiada, CORE, BOPE, Polícia Especial, Civil, Militar, Rambo, Homem-Aranha, Schwarzenegger, X-Men, todos por aqui. Também tem alguns vampiros crepusculares saqueando as residências, mas meus fiéis cães ficam tomando conta da casa enquanto escrevo para vocês. São de confiança e nunca é preciso duvidar deles!

Hoje estão subindo, a pedido da minha amiga Vivian Rocha Maia, um grupo de cães farejadores para ajudar nos resgates dos soterrados. Daqui a alguns dias eu escrevo tudo o que sei sobre estes resgates, aprendido com minha querida amiga Bia Hermanny, lá no Texas, cujo golden retriever foi treinado para isso no Texas.

Mas as coisas estão melhorando perto de mim, agora já ando com lama apenas nos tornozelos, e não nos joelhos. Vou ao supermercado e à lan house a pé ou, quase sempre, de carona de pessoas que passam os dias para lá, levando os que estão caminhando e para cá trazendo os que caminham em sentido contrário. Todos já devem estar cheios de ouvir os agradecimentos, de tanto que é emocionante a ajuda de todos os lados, inclusive a de vocês, que doam, telefonam, escrevem, se oferecem para subir a serra para colocar a mão na massa, na lama. Vocês são o máximo. Tenham a certeza.

Quem resgata pessoas nos morros se enterra até a cintura (e cada passo é um esforço sobre-humano para puxar a perna que a lama insiste em chupar - nunca se imaginou que caminhar pudesse ser tão cansativo) e improvisa caminhos por cima da lama com galhos, gravetos e folhas para não afundar e retirar os doentes, às vezes obesos, em macas mais improvisadas ainda.

Alguém cedeu um galão na cidade onde já estavam, até ontem, 68 cães resgatados, muitos por voluntários do Rio, que vieram ajudar em resgates impossíveis para nós protetoras, como cães de guarda treinados que, mais do que nunca, defendem os territórios que sobraram de seus terrenos levados pelas águas. Ou pitbulls, em muitos casos, desesperados como gatinhos dóceis, de tanto pavor e fome, presos em correntes ainda.

Cães e gatos já começam a comer os cadáveres, que fazer? Quando são resgatados vomitam nos carros odores inimagináveis de carne em putrefação.

Meu pedido de hoje?

Que se lembrem que estamos nos nossos “15 minutos de lama”, mas que isto vai passar e, como em todas as outras tragédias, a memória vai se desvanecer e o coração se acostumar a estas emoções. Mas que nos abrigos os cães continuarão a ter que ser alimentados por meses a fio, e talvez para sempre. Alguns são idosos, outros paralíticos e muitos deles não encontrarão novos donos. Alguns, se vê claramente, tinham bons donos, estão até beeeem gordinhos, mas muito provavelmente estes donos morreram. Muitos deles tentando salvar seus animais. Muitos animais morreram não querendo sair de perto de seus donos em desespero.

Nossa amiga e protetora Adriana Figueira e sua amiga Graça foram levadas com sua cadela, a Marrom, que esteve em minha casa e que era uma linda e muito divertida “doidona do bem”, pela força das águas.

Adriana e Graça afundaram e emergiram inúmeras vezes tentando se agarrar a qualquer coisa que as mãos tocassem, saíram das águas muito, muito machucadas e com as roupas arrancadas pela força da água, inteiramente nuas. A Marrom? *Ai...*, querida Marrom, querida Marrom, é difícil acreditar que possa ter se salvado. Eles não têm com o que se agarrar. Raras são as pessoas que tentam salvá-los quando existem tantos humanos para serem salvos ainda.

Os bancos não abrem, o comércio abre apenas uma porta, mas os jornais chegaram desde ontem. Correio ainda não, lixo idem. Estas equipes devem estar todas mobilizadas em mutirões de ajuda às localidades caóticas. Mas quem reclama? Estão certos. Alguém sabe de alguma palavra que venha depois de caótica para definir a situação? É que parece que caótico já perdeu a definição por aqui...

E eu tenho o firme propósito de nunca mais reclamar da Ampla! Na nossa estrada os postes estavam abaixo, seu concreto esmigalhado pelos troncos de árvores muito maiores do que eles. Os fios de alta tensão todos partidos, ou tracionando todos os outros postes em cadeia, inclinados perigosamente em direção ao asfalto.


Andar pela cidade tornou-se um exercício físico tremendo, significando lama até a cintura


É por esta estrada que caminhamos todos os dias e que supomos que iria levar meeeeeses para que o serviço fosse restaurado. Mas o DNIT limpou a estrada trabalhando como loja de conveniência, 24 horas em funcionamento. A Ampla, que recebeu apoio da Light, na sexta-feira à tardinha já tinha colocado novos postes, refeito as ligações e restabelecido nossa luz. Agora a luz vem e volta, mas isto é o de menos, o tempo anda instável e a gente compreende todas as dificuldades deles também. Estes trabalhadores deixaram suas famílias e deixaram de reconstruir suas casas para nos ajudar a reconstruir nossas vidas. Vieram de Petrópolis, do Rio, de todo lado. Estes trabalhadores nos relatavam estar 72 horas sem dormir, sem notícias das famílias, esgotados. Mas nunca diziam estamos parando. Alguém sabe uma definição acima de altruísmo, abnegação, generosidade, dedicação?

Amanhã vou me colocar nas filas, tentar ir ao banco, tomar minha vacina contra hepatite, contratar gente para refazer as cercas. Vou ouvir muitas histórias que não desejaria ouvir, mas as pessoas precisam falar. Assim como eu estou fazendo com vocês nestes momentos.

Organizando os pedidos :
Doem. Qualquer coisa. O que sentirem mais afinidade para ajudar.
Adotem animais, ou os saudáveis que já haviam sido resgatados, ou os que acabam de chegar.
Programem-se para continuar alimentando os cães depois que a nossa fama der lugar a outros assuntos. As pessoas terão verbas do governo, mesmo que precárias e desorganizadas.

Um beijo de domingo,

Luiza

Nota da redação: Até a manhã desta quarta-feira (dia 19), de acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, prefeituras e Polícia Civil, chegou a 725 o número de mortos por causa das enchentes que devastaram a região serrana do Estado do Rio de Janeiro.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

CRUZ VERMELHA DO BRASIL! NOVAS FOTOS! São pelo menos mais 3 galpões como este, lotados de mantimentos que irão até sexta feira para o Rio de Janeiro.


CANSADA D+ mesmo , COM UMA CARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA DE MORTA MAS FELIZ!

Reunião para discutir e tentar organizar melhor os trabalhos (no final tudo acaba bem, embora pareça um pouco confuso..rs )

no depósito do Clube de Escoteiros - SMU - impressionante como ficou lotado de notativos em questão de algumas horas!



COM UM COMPANHEIRO DE LUTA - O BICHO EMAGRECEU 10 KILOS LÁ, NO MINIMO KKKKKKKKKKKKKKK!
MUITA ALEGRIA MUITA RALAÇÃO, MINHAS MÃOS ESTÃO CHEIAS DE BOLHAS, MEUS PÉS CANSADOS MINHAS COSTAS DOEM MAS MEU CORAÇÃO TEM TANTA ALEGRIA QUE NÃO POSSO DESCREVER. ADIANTE VOLUNTÁRIOS! AJUDANDO NOSSO POVO!
AJUDAR O PROXIMO FAZ UM BEM DANADO PRA SAÚDE DA ALMA! E O CORPO SE NUTRE DESSA ALEGRIA E SE REGENERA!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

CRUZ VERMELHA DO BRASILA! A CAMISA MAIS LINDA QUE USEI NA MINHA VIDA, USE UMA TAMBEM!


GALERA, HOJE EU PROVEI O GOSTO DE SER VOLUNTÁRIA DA CRUZ VERMELHA E AMEI, CERTAMENTE NÃO FICARÁ SOH POR AQUI, SEMPRE QUE FOR CONCOVADA IREI. E AMANHÃ ESTAREI LÁ DE NOVO, A RALAÇÃO É FORTE MAS VALE CASA GOTA DE SUOR, PORQUE COMO DISSE O COMANDANTE DOS BOMBEIROS QUE NOS ACOMPANHAVA, CADA GOTA DE SUOR ERA UMA GOTA A MENOS DE LÁGRIMAS NOS OLHOS DAQUELES QUE TANTO NECESSITAM DE AJUDA AGORA.

http://www.cvbb.org.br/

VAMOS AJUDAR GALERA!

Saiba como ajudar os desabrigados da chuva na Região Serrana do Rio




Postos rodoviários, supermercados e abrigos estão recebendo donativos para ajudar as vítimas da chuva na Região Serrana do Rio. Os desabrigados e desalojados precisam de doações de água potável, alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta de dente e fralda descartável.

Para doar sangue
O HemoRio montou um esquema especial de atendimento. Para doar é preciso estar bem de saúde, ter entre 18 e 65 anos e pesar mais de 50 kg. Não é necessário estar em jejum. A única recomendação é evitar alimentos gordurosos antes da coleta. Interessados devem se apresentar com um documento de identidade. Quem preferir, pode agendar um horário para fazer a doação no telefone 0800 282-0708. O HemoRio fica na Rua Frei Caneca 8, no Centro, e funciona de segunda a domingo, das 7h às 18h.

Contas para doações em dinheiro
A Prefeitura de Teresópolis disponibilizou uma conta corrente no Banco do Brasil para receber doações e ajudar as famílias atingidas pelo temporal. Com o nome “SOS Teresópolis – Donativos”, a conta corrente é número 110000-9, na Agência 0741-2. Há também a conta 2011-1, Agência 4146, da Caixa Econômica Federal. O CNPJ da Prefeitura é número 29.138.369/0001-47. Outras contas:

Prefeitura de Nova Friburgo
Banco: Banco do Brasil
Agência: 0335-2
Conta: 120.000-3

Prefeitura de São José do Vale do Rio Preto
Banco: Banco do Brasil
Agência: 0080-9
Conta: 77000-0

Defesa Civil – RJ
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0199
Operação: 006
Conta: 2011-0

Fundo Estadual de Assistência Social do Estado do Rio de Janeiro
CNPJ 02932524/0001-46
Banco: Itaú
Agência: 5673
Conta: 00594-7

Campanha SOS Sudeste (CNBB e Cáritas Brasileira)
Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 1041
Operação: 003
Conta: 1490-8

ou

Banco: Banco do Brasil
Agência: 3475-4
Conta: 32.000-5

Postos para doações


Teresópolis
A Prefeitura de Teresópolis informou que as pessoas interessadas em trabalhar como voluntárias para ajudar no atendimento às vítimas das chuvas devem se cadastrar na sede da Defesa Civil, e não mais no Ginásio Pedrão. A Defesa Civil funciona na Rua Júlio Rosa, 444, na Tijuca.

No Ginásio Pedrão (Rua Tenente Luiz Meirelles 211, no bairro Várzea), permanece o cadastro de desabrigados e desalojados e a entrega de doações de mantimentos. Já as doações de medicamentos devem ser encaminhadas para a Secretaria de Saúde (Av. Feliciano Sodré, 675 – 3º piso Centro – Prefeitura).

Doações de móveis vão para o galpão próximo ao Pedrão, localizado na Rua Garcia Menezes de Aragão, 51, Várzea, Centro. A Secretaria de Obras está aceitando doações de galochas, capas de chuva, pás, enxadas, lonas pretas, que devem ser entregues na Rua Fritz Weber, Várzea, próximo a rodoviária e ao mercado popular.

Petrópolis
A Prefeitura de Petrópolis está solicitando que todas as doações sejam encaminhadas para o CIEP de Corrêas e não mais para o CIEP de Itaipava que já está com sua capacidade de armazenamento lotada. As doações devem ser entregues na Estrada União e Indústria, 2.822, em frente ao terminal de transporte público, em Corrêas.

A Prefeitura de Petrópolis solicita que as pessoas que desejam fazer doações ao município, enviem mantimentos, material de limpeza e higiene pessoal, lençois e roupa de cama. Não há mais necessidade de roupas. O número de roupas doadas já ultrapassa a necessidade dos moradores afetados pelas chuvas na região de Itaipava.

Museu Imperial
O Museu Imperial montou um posto de coleta de donativos. Além disso, os visitantes poem opatar por pagar a entrada com uma doação diretamente na bilheteria. O item de maior urgência é água potável, que pode ser trocada pelo ingresso com uma doação de, no mínimo, 1,5 litro. Também são recebidos itens de higiene pessoal, roupas, alimentos não perecíveis, roupa de cama, cobertores, colchonetes e toalhas. O ponto de coleta do museu é no prédio da biblioteca, no saguão em frente à sala multimídia, com acesso pelo bosque do imperador (praça do Cenip). Para trocas de doações por ingressos, os visitantes devem se dirigir diretamente à bilheteria.

Polícia Militar
Todos os batalhões da PM do Rio de Janeiro vão receber doações a partir desta quinta-feira (13). Os comandantes dos batalhões recomendam a doação de água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.

Em São Paulo, todos os batalhões da Capital e do interior receberão alimentos não perecíveis, roupas, lençóis, cobertores, colchões, colchonetes, materiais de limpeza e higiene, água potável e remédios.

Rodoviária
A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos serão recebidos no piso de embarque inferior, das 9h às 17h.

Cruz Vermelha
A Cruz Vermelha está cadastrando voluntários para ajudar na triagem do material arrecadado para vítimas das chuvas na Região Serrana. Quem quiser colaborar deve procurar a sede da entidade no Rio, na Praça da Cruz Vermelha 10, no Centro.

Segundo o presidente da filial Rio, Luiz Alberto Lemos Sampaio, o mais importante agora é coletar alimentos não perecíveis, água, leite, além de roupa de cama e banho. Os donativos podem ser entregues no posto instalado na Rodoviária Novo Rio, na sede da Cruz Vermelha e nos quartéis do Corpo de Bombeiros.

Estádios
A Secretaria estadual de Esporte e Lazer montou uma rede de solidariedade. Os estádios do Maracanãzinho e Caio Martins (em Niterói) recolhem doações. As contribuições podem ser: garrafas de água potável, fraldas, material de higiene pessoal, colchonetes, alimentos não perecíveis, roupas e agasalhos. O Maracanãzinho recebe doações das 8h às 20h - Entrada pelo portão 12A. No Caio Martinns, o horário é o mesmo e a entrada é pelo portão principal na Avenida Roberto Silveira, em Icaraí.

Viva Rio
O Programa de Voluntariado do Viva Rio também iniciou uma campanha de arrecadação de roupas e mantimentos para a região serrana do Rio de Janeiro, especialmente Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis. Para ajudar, basta fazer a doação na sede do Viva Rio (Rua do Russel, 76, Glória) ou através de depósito bancário na conta do Viva Rio, no Banco do Brasil, agência 1769-8, conta-corrente 411396-9 e CNPJ: 00343941/0001-28. Para mais informações o Viva Rio disponibiliza os telefones (21) 2555-3750 e (21) 2555-3785.

A ONG também estará recebendo donativos em todas as unidades das Lojas Americanas no Rio e nas estações do metrô de General Osório, Siqueira Campos, Botafogo, Carioca, Glória, Largo do Machado, Catete, Central do Brasil, Saens Peña, Nova América e Pavuna

Postos em estabelecimentos comerciais
O grupo de supermercados Pão de Açúcar montou postos de arrecadação em todas as 100 lojas da rede no estado do Rio. As doações podem ser feitas nos estabelecimentos Pão de Açúcar, ABC Compre Bem, Sendas , Extra Supermercados e Assaí. De acordo com o grupo, os donativos serão entregues até 26 de janeiro.

O supermercado Zona Sul também aceita doações durante o mês de janeiro em sua unidade Mega Box, localizada na Av. Brasil, 9.561 – Olaria. Quem quiser participar poderá contribuir com alimentos não perecíveis, roupas, sapatos, colchonetes, cobertores ou produtos de higiene. O Mega Box funciona de segunda a sexta, das 7h30m às 21h, e nos domingos e feriados, das 8h às 14h.

A rede de drogarias Tamoio recebe doações em todas as suas 42 lojas.

Rodovias
A Polícia Rodoviária Federal recebe doações nos seus 25 postos ao longo de 1.400 km de rodovias federais fluminsenses. Quem quiser colaborar pode ligar para o telefone 191 da PRF, que funciona 24h, e saber onde fica o ponto mais próximo de sua casa. Os donativos serão repassados à Cruz Vermelha.

A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) está recebendo doações de garrafas de água potável, remédios, alimentos não perecíveis, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal como sabonete, pasta de dente e fralda descartável, nas cabines da Praça de Pedágio no km-133,5 da Rio-Teresópolis-Além Paraíba (BR-116/RJ), em Piabetá. Para grandes quantidades, os doadores devem dirigir-se ao Centro de Atendimento ao Usuário, que fica na pista sentido Rio a 300 metros da praça de pedágio.

Outros estados: .todos os 270 postos de fiscalização da PRF nas regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste também funcionam como pontos de coleta de doações. De forma rápida e sem burocracia, o cidadão que quiser ajudar os desabrigados pelas chuvas na região Sudeste poderá doar alimentos não-perecíveis em qualquer unidade física da PRF instalada em 32 mil quilômetros de rodovias federais. A Polícia Rodoviária Federal não fará coleta de peças de vestuário nem de material de limpeza. Outro ponto que precisa ser observado é a data de validade dos alimentos. Não devem ser encaminhados à PRF donativos que vencerão antes de 30 dias.

BR-101
Autopista Fluminense, concessionária que administra a BR-101 Norte também abriu postos para o recolhimento de doações, na sede administrativa, da empresa, no KM 313, em São Gonçalo, na Região Metropolitano e na sede da Latina Manutenção, no Km 206, em Casimiro de Abreu .

Praça de pedágio:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 192 – Casimiro de Abreu
Km 252 – Rio Bonito
Km 299 – São Gonçalo

Bases operacionais:
Km 40 – Campos dos Goytacazes
Km 123 – Campos dos Goytacazes
Km 163 – Macaé
Km 235 – Silva Jardim
Km 282 – Itaboraí
Km 299 – São Gonçalo
Km 319 – Niterói

RJ-116
As quatro praças de pedágio da RJ-116 vão arrecadar donativos. Os locais são Itaboraí, Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo e Macuco. A Rota 116, que administra a via, está usando veículos da empresa para levar o material até as cidades atingidas.


MP
O Ministério Público do estado do Rio de Janeiro recebe doações na portaria do edifício-sede, na Av. Marechal Câmara, 370, no centro do Rio, de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.

Inea
A sede do Instituto Estadual do Ambiente recebe doações de alimentos não perecíveis, colchonete, material de higiene e limpeza, sobretudo fraldas, e principalmente água. O endereço é Av. Venezuela, 110, Praça Mauá - centro do Rio.

Escolas de samba
As escolas de samba do Rio também estã recebendo donativos. Há postos de coleta na Cidade do Samba e nos barracões das escolas, na Gamboa. O Salgueiro arrecada alimentos não perecíveis, água, roupas e cobertores. As doações podem ser levadas à quadra da escola, que fica na Rua Silva Teles, 104, no Andaraí.

Tijuca Tênis Clube
A sede do clube recebe doações. O endereço é Rua Conde do Bonfim, 451 -- Tijuca. IInformações pelo telefone: 3294-9300.

AMaLeblon
A Associação de Moradores do Leblon criou um posto de coleta de donativos, que podem ser entregues no 23º Batalhão, localizado na Av. Bartolomeu Mitre.

Estações do metrô
O Metrô Rio vai disponibilizar a partir de sexta-feira (14), pontos de arrecadação em 11 estações nas linhas 1 e 2. Água, alimentos e produtos de higiene pessoal podem ser doados nas estações Carioca, Central, Largo do Machado, Catete, Glória, Ipanema/General Osório, Pavuna, Saens Peña, Botafogo, Nova América/Del Castilho e Siqueira Campos.

Flamengo
A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, anunciou que o clube também receberá, na sede da Gávea, donativos para desabrigados pelas chuvas na Região Serrana.

FIA
A Fundação da Infância e Adolescência abriu dois postos de doação: Rua Voluntários da Pátria, 120, Botafogo e Rua General Castrioto, 589, Barreto, em Niterói. Desde ontem (12) a entidade enviou 60 toneladas de alimentos e dois mil colchões para a região.

Shoppings também vão receber donativos
Bangu Shopping - Rua Fonseca, 240 - Bangu. Tel.: 2430-5130.
Carioca Shopping - Av. Vicente de Carvalho, 909 - Vila da Penha. Tel.: 2430-5120.
Caxias Shopping - Rodovia Washington Luiz, 2895, Duque de Caxias. Tel: 2430-5110
Passeio Shopping - Rua Viúva Dantas 100 - Campo Grande. Tel.: 2414-0003.
Santa Cruz Shopping - Rua Felipe Cardoso 540 - Santa Cruz. Tel.: 2418-9400.
Shopping Grande Rio - Rodovia Presidente Dutra, 4.200 - São João de Meriti. Tel.: 2430-5111
Via Parque Shopping - Av. Ayrton Senna, 3.000 - Barra da Tijuca. Tel.: 2430-5100.
Shopping Leblon - Av. Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon. Tel.: 2430-5122.Boulevard Shopping São Gonçalo - doações no 1o andar do estabelecimento.
Center Shopping Rio - Avenida Geremário Dantas, 404 - Jacarepaguá
Fashion Mall - Estrada da Gávea, 899 - São Conrado.
Ilha Plaza - Av. Maestro Paulo e Silva, 400 - Ilha do Governador
NorteShopping - Av. Dom Hélder Câmara, 5474 - Cachambi
Plaza Shopping - Rua XV de Novembro, 8 - Centro, Niterói.
Rio Plaza Shopping - Rua General Severiano, 97 - Botafogo
Recreio Shopping - Av. das Américas, 19.019 - Recreio dos Bandeirantes
Shopping Tijuca - Av. Maracanã, 987 – Tijuca
West Shopping - Estrada do Mendanha, 555 - Campo Grande

Arquidiocese envia R$ 40 mil para a região
A Cáritas Arquidiocesana do Rio recebe doações em dinheiro em duas contas: Bradesco, Agência 0814-1, conta corrente 48500-4 e Banco do Brasil, Agência 3114-3, conta corrente 30000-4. Doações em espécie podem ser deixadas na Catedral de São Sebastião (Avenida Chile 245, no Centro). Haverá pontos de recolhimento na Cáritas e também na entrada da igreja, de 9h às 18h.

Ponte Rio-Niterói
A concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói colocou um container para receber doações junto à praça de pedágio, à direita de quem segue no sentido Niterói. Mais informações: (21) 2620-9333.

Sesc, Senac e Fecomércio
As unidades do Sesc Rio e Senac Rio e a sede do Sistema Fecomércio-RJ estão coletando água mineral, alimento não perecível, roupas de cama e banho, material de limpeza e de higiene pessoal e colchões para as vítimas das enchentes na região serrana. As unidades do Sesc receberão as doações de terça a domingo, das 9h às 17h. Os pontos de coleta são:

Sede do Sistema Fecomércio-RJ - Rua Marquês de Abrantes, 99, Flamengo, de segunda a sexta, das 9h às 18h
Sesc Copacabana – Rua Domingos Ferreira, 160
SescTijuca – Rua Barão de Mesquita, 539
Sesc Ramos – Rua Teixeira Franco, 38
Sesc Madureira – Rua Ewbanck da Câmara , 90
Sesc São Gonçalo – Avenida Presidente Kennedy, 755
Sesc Niterói – Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Sesc São João de Meriti – Avenida Automóvel Clube, 66 –
Sesc Nova Iguaçu – Rua Dom Adriano Hipólito, 10 – Moquetá
Sesc Teresópolis – Av. Delfim Moreira, 749 – Centro
Sesc Quitandinha (Petrópolis) – Avenida Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha

Unidades Senac Rio:
Horários de coleta das 9h às 19h, de segunda a sexta. Aos sábados, das 9h às 12h.
Niterói – Rua Almirante Teffé, 680 – Centro
Copacabana – Rua Pompeu Loureiro, 45
Marapendi – Avenida das Américas, 3959 – Barra da Tijuca
Faculdade Senac Rio – Rua Santa Luzia, 735 – Centro
Botafogo – Rua Bambina, 107

Sesi e Senai
O Sesi iniciou campanha de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas na Região Serrana, instalando postos de coletas e suas unidades no estado. O horário de funcionamento é das 8h às 17. Veja os endereços:
Sesi - Barra do Piraí - Av. Mário Salgueiro, 1.065 - Bairro Belvedere - Barra do Piraí
Senai - Barra do Piraí - Rua Alan Kardeck, s/nº - Muqueca - Barra do Piraí
Sesi - Barra Mansa - Av. Dário Aragão, 2 - Centro - Barra Mansa
Senai - Barra Mansa - Rua Senhor do Bonfim, 130 - Saudade - Barra Mansa
Sesi/Senai Benfica - Praça Natividade Saldanha, 19 - Benfica. Tel.: (21) 2587-4800
Senai - Campos - Rua Bruno de Azevedo, 37 - Pq. Tamandaré Campos dos Goytacazes
Sesi - Campos - Av. Deputado Bartolomeu Lysandro, 862 - Guarus – Campos dos Goytacazes
Sesi/Senai - Cinelândia - Rua Santa Luzia, 685 - 5º andar - Centro - Rio de Janeiro
SesiI - Duque de Caxias - Rua Artur Neiva, 100 - Bairro 25 de Agosto - Duque de Caxias
Senai - Duque de Caxias - Rua Arthur Goulart, 124 - Centro - Duque de Caxias
Sesi - Honório - Rua Loreto do Couto, 673 – Honório Gurgel
Sesi - Itaperuna - Av. Dep. José de Cerqueira Garcia, 883 - Bairro Presidente Costa e Silva - Itaperuna
Senai - Itaperuna - Av. Zulamith Bittencourt, 190 – 1º e 2º andar - Cidade Nova – Itaperuna
Sesi - Jacarepaguá - Av. Geremário Dantas, 342 - Tanque - Jacarepaguá - Tel.: (21) 3382-9999/9950
Senai - Jacarepaguá - Av. Geremário Dantas, 940 – Freguesia – Jacarepaguá
Sesi/Senai - Laranjeiras - Rua Esteves Júnior, 47 - Laranjeiras e Rua Ipiranga, 75 - Laranjeiras
Sesi - Macaé - Alameda Etelvino Gomes, 155 - Riviera Fluminense - Macaé
Senai - Macaé - Av. Prefeito Aristeu Ferreira da Silva, 70 - Novo Cavaleiro - Macaé
Senai - Maracanã - Rua São Francisco Xavier, 417 – Maracanã
Senai - Mendes - Rua Professor Paulo Sérgio Nader Pereira, nº 250 - Centro - Mendes
Senai - Niterói - Rua General Castrioto, 460 - Barreto - Niterói
Sesi/Senai - Nova Iguaçu - Rua Gerson Chernicharo, s/nº - Bairro da Luz - Nova Iguaçu
Sesi - Petrópolis - Av. Barão do Rio Branco, 2.564 - Centro - Petrópolis
Senai - Petrópolis - Rua Bingen, 130 - Bingen - Petrópolis
Sesi - Resende - Rua Marcílio Dias, 468 - Jardim Jalisco - Resende
Senai - Resende - Rua Sarquis José Sarquis, 156 - Jardim Jalisco - Resende
Sesi/Senai – Santa Cruz - Rua Felipe Cardoso, 713 – Santa Cruz
Senai -Solda - Rua São Francisco Xavier, 601 - Maracanã - Tel.: (21) 3978-8700
Sesi/Senai - Tijuca - Rua Morais e Silva, nº 53 - Tijuca - Rio de Janeiro
Sesi/Senai - Vicente de Carvalho - Av. Pastor Martin Luther King Jr. (antiga Av. Automóvel Clube), 6475 - Vicente de Carvalho - Rio de Janeiro
Sesi/Senai - São Gonçalo - Rua Nilo Peçanha, 134 – Centro - São Gonçalo
Sesi - Três Rios - Av. Tenente Enéas Torno, s/no Margem Esquerda - Centro - Três Rios
Senai - Três Rios - Rua Izaltino de Oliveira, 90 - Centro - Três Rios
Sesi/Senai - Santo Antônio de Pádua - Av. João Jazbik, S/N - Bairro 17 - Santo Antonio de Pádua
Senai - Valença - Rua Comendador Araújo Leite, 320 - Valença - Rio de Janeiro
Senai - Vassouras - Rua Nilo Peçanha, 85 - Vassouras - Rio de Janeiro
Sesi - Volta Redonda - Avenida Lucas Evangelista, 595 - Aterrado - Volta Redonda
Senai - Volta Redonda - Rua Nicanor Teixeira de Carvalho, 1 - Barreira Cravo - Volta Redonda

Secretaria de Estado de Educação
A Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC) está recolhendo em suas unidades escolares da Capital e Região Metropolitana. A SEEDUC destaca a importância da doação de livros infantis, papel, lápis de cera e materiais do gênero para que as crianças desabrigadas possam utilizar, além de material de higiene pessoal e alimentos não perecíveis para as famílias necessitadas.

Escolas
Colégio Mopi
O colégio Mopi montou postos de arrecadação e as doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, em duas unidades da escola. Estão arrecadando alimentos não perecíveis, roupas e artigos de higiene pessoal. Endereços: Rua Almirante Cóchrane 66 – Tijuca e Estrada da Barra da Tijuca 600 – Itanhangá.

Escola Parque
A escola Parque está arrecadando alimentos não perecíveis, mantas, toalhas, material de higiene e medicamentos para curativo. As contribuições poderão ser feitas entre os dias 17 de janeiro e 4 de fevereiro nas sedes da Barra e da Gávea. Endereços: Rua Pedra de Itaúna 111 - Barra e Rua Marquês de São Vicente 355 - Gávea.

Espaços culturais
A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e os espaços culturais do governo recebem doações para vítimas das chuvas. Nos teatros, o horário para doação é o do respectivo espetáculo. São estes os espaços da SEC para doações:

Biblioteca Parque de Manguinhos - Avenida Dom Helder Camara, 1184 - Tel.: (21) 22348915 e (21) 22348917 - De terça a domingo - das 9h às 20h
Biblioteca Estadual Infantil Anísio Teixeira - Rua Lopes Trovão, s/nº - Campo de São Bento – Niterói - Tel: 3719-8385 - De segunda a sexta, das 9h às 17h
Casa de Cultura Laura Alvim - Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema - Tel: 2332-2015 - De terça a domingo, das 13h às 21h
Casa de Oliveira Viana - Alameda São Boaventura, 41 – Fonseca – Niterói - Tel: 3601-8220
De terça a sexta, das 10h às 17h
Escola de Artes Visuais do Parque Lage - Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico
- Tel.: 3257 1800 - Diariamente, das 10h às 17h.
Museu Carmem Miranda - Av. Rui Barbosa, s/nº - Parque do Flamengo - Tel: 2334-4293 - De segunda a sexta, das 10h às 17h. Sábados e feriados, das 13h às 17h
Museu do Primeiro Reinado - Av. Pedro II, 293 – São Cristóvão - Telefax: 2332-4513 / 4514 / 4512 - De terça a sexta, das 10h às 17h
Museu do Ingá - Rua Presidente Pedreira, 78 – Ingá – Niterói - Tel: 2717-2903 / 2919 / 2790 / 2893 - De terça a sexta, das 11h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h
Casa França-Brasil - Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro - Tel; 2332-5120 / 5121
De terça a domingo, das 10h às 20h
Museu da Imagem e do Som - Rua Rui Barbosa, 1 – Centro - Tel: : 2332-9068 / 2332-9067
De segunda a sexta, das 11h às 17h
Theatro Municipal do Rio de Janeiro - Avenida Almirante Barroso, 14/16 - Centro - De segunda a sexta, de meio-dia às 18h
Teatro João Caetano - Praça Tiradentes, s/nº - Centro - Tel: 2332-9166
Teatro Armando Gonzaga - Av. Gal. Oswaldo Cordeiro de Farias, 511 – Marechal Hermes - Tel: 2332-1040
Teatro Arthur Azevedo - Rua Victor Alves, 454 – Campo Grande -Tel: 2332-7516
Teatro Glaucio Gill - Praça Cardeal Arcoverde, s/nº - Copacabana - Tel: 2332-7904
Escola de Música Villa-Lobos - Rua Ramalho Ortigão, 9 – Centro - Tel: 2232-6405 / 2224-2116 - De segunda a sexta, das 9h às 19h

Parada Solidária
Os sindicadtos e empresas de transporte do também montaram postos para receber doações para as vítimas da tragédia da Região Serrana, no Rio, na Baixada Fluminense , em Niterói e em Petrópolis. Foram colocados ônibus para recolher alimentos, roupas, colchonetes e água. Veja onde os ônibus estarão posicionados, do dia 14 ao dia 21, das 8h às 20h.

No Rio:
Largo da Carioca, Centro
Cinelândia (a partir de 2ª feira, dia 17, em frente à Câmara dos Vereadores)
Terminal Alvorada, Barra da Tijuca (a coleta não será feita em ônibus, mas na Administração)
Ilha do Governador – sede da Sub-Prefeitura em frente ao posto RioCard
Praça General Osório, Ipanema (a partir de sábado, dia 15)

Em Duque de Caxias e Magé:
Terminal Rodoviário Plínio Casado, Duque de Caxias
Terminal Rodoviário do Shopping Center, Duque de Caxias
Rodoviária de Piabetá, Magé
Praça da Prefeitura de Magé

Em Niterói
Terminal João Goulart (em frente ao posto do Setrerj)

Em Petrópolis
Sede do Setranspetro – Rua do Imperador, 100 - Centro

São João de Meriti
A Prefeitura de São João de Meriti está recebendo doações de água potável, roupas, colchonetes, cobertores, material de higiene e alimentos não-perecíveis para as vítimas das chuvas na Região Serrana do Rio. Informação e solicitação de recolhimento pelo telefone 2651-1049.

As doações podem ser entregues de segunda a sexta das 9h às 17h, nos postos abaixo:

Secretaria Municipal de Promoção Social - Avenida Presidente Lincoln, 899- térreo, em Vilar dos Teles
Centro de Assistência Social (Cras) de Éden- Rua Ana Brito da Silva, 2470, em Éden
Centro de Assistência Social (Cras) de Jardim Íris - Rua Copacabana, 50, em Jardim Íris
Centro de Assistência Social (Cras) de Vila São José- Avenida Comendador Teles, 3199, na Vila São José
Centro de Referência Especializada da Assistência Social (Creas) de Vilar dos Teles - Rua Aldenor Ribeiro, 125, sala 02-Shopping dos Jeans
CET-Meriti - Avenida Automóvel Clube, 1785-Parque Jardim Bonifácio
Meriti-Previ- Rua Defensor Público Zilmar Pinaud, 220, em Jardim Meriti

COB e Comitê Rio 2016
O posto montado na sede do Comitê Olímpico Brasileiro e do Comitê Organizador Rio 2016 está recebendo artigos de higiene e limpeza, roupas de cama e banho, alimentos não perecíveis e água mineral. Funciona de 8h às 18h, na Av. das Américas, 899 - Barra da Tijuca.

Secretaria de Ordem Pública
A Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) do Rio também está recebendo doações para as vítimas da tragédia na Região Serrana. O material deve ser levado até quarta-feira (19), no Batalhão da Guarda Municipal, na Avenida Pedro II, 111, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio.

Barcas
A concessionária Barcas S.A., com o apoio da Cruz Vermelha, está recolhendo material para ajudar as vítimas das chuvas Região Serrana, como água potável, alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e de higiene pessoal, colchonetes. As doações podem ser feitas até dia 31 de janeiro nas estações.

Praça XV - Praça XV, 21, Centro do Rio

Araribóia - Praça Araribóia, números 6 e 8, Centro, Niterói
Charitas - Avenida Quintino Bocaiúva, s/nº, Charitas, Niterói
Cocotá - Parque Manoel Bandeira, s/nº, Cocotá, Ilha do Governador
Paquetá - Praça Pintor Pedro Bruno, nº 1, Ilha de Paquetá

SuperVia
Itens como alimentos não perecíveis, material de higiene, roupas, dentre outros, podem ser entregues no Balcão de Informações da estação Central do Brasil, que funciona nos dias úteis, das 7h às 17h. O material arrecadado será entregue a ONG Viva Rio que fará a devida distribuição.

Lojas

Toque a Campainha
Shopping Grande Rio - Rod. Pres. Dutra 42000 Km4, Loja 218 - São João de Meriti
Niterói - Rua Francisco da Cruz Nunes, 320 - Piratininga
São Gonçalo Shopping - Av. São Gonçalo 100, 1º piso
Shopping Tijuca - Av. Maracanã, 987 sl.2023/25/26
Suburbana - Av. Dom Helder Câmara 5273 - Pilares
Oswaldo Cruz - Rua João Vicente, 741 (em frente à estação)
Inhaúma / Loja de Saldos - Rua José dos Reis 2001 (próximo ao viaduto de Pilares)
Via Parque Shopping - Av. Ayrton Senna 3000, loja 1079, 1º andar - Barra da Tijuca
Recreio - Av. das Américas, 16.225
Jacarepaguá - Av. Geremario Dantas 1393
Botafogo - Rua São Clemente, 23
Copacabana - Rua Barão de Ipanema, 110
Copacabana II - Rua Barata Ribeiro, 334

New
Via Parque Shopping - 2º piso
Botafogo - Rua Voluntários da Pátria, 357
Recreio - Av. das Américas, 16.401 - Loja G
Copacabana - R. Barata Ribeiro, 752 Loja A

Dell Anno
Leblon - Rua Ataulfo de Paiva, 319
Casa Shopping - Av. Ayrton Senna, 2150 bloco B – lojas 101 a 103
Recreio - Av. Das Américas, 16.457
Tijuca - Rua Conde de Bonfim, 85

Maison Design
Av. Ayrton Senna, 2150 - 2º andar Bloco A, lojas 101 e 102

Lojas Renner
Todas as lojas da Renner localizadas no estado do Rio são postos de coleta de roupas e alimentos não perecíveis para ajudar as vítimas das chuvas.


Werner Coiffeur
Todas as 36 unidades do Werner Coiffeur no Rio estão recebendo doações de alimentos não perecíveis, água potável, material de limpeza e de higiene.

NET
A NET iniciou uma campanha nacional de arrecadação de doações. São 84 postos, localizados nas sedes regionais nas sedes da empresa, em todo o Brasil. A arrecadação ocorre até dia 26 de janeiro.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

MAIS ALGUMAS BONECAS...SOU DEMOCRATICA ELAS VÃO NASCENDO E PUMBA! TA AÍ..TODAS PELADAS CARECAS MAS FOFAS....RS


A TURMA REUNIDA....NESSE MOMENTO ME INSPIREI E FIZ ...UMA BONECA DE CABELO ENROLADO , UMA DE OLHÃO VERDÃO, UMA JAPINHA OU CHININHA , UM GATO ZAROLHO E UM COELHO GRANDÃO...RS AMEI TODOS.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

LUTO! POR MINHA TERRA TERESÓPOLIS E POR TODAS AS VÍTIMAS DO BRASIL

FOTO DA VISTA DO DEDO DE DEUS - TERESÓPOLIS - MINHA TERRA QUERIDA!


VISTA DA CASA DA MINHA AVÓ....LÁ EMBAIXO PARECE QUE HOUVE MUITA DESTRUIÇÃO....
HOJE ESTOU MUITO TRISTE, MINHAS LÁGRIMAS SÃO POUCO EM VISTA DO QUE MEUS CONTERRÂNEOS ESTÃO PASSANDO.

UMA TRAGÉDIA. MEUS AVÓS, QUE MORAM NA REGIÃO DEVASTADA, PASSAM BEM, MAS ESTÃO ISOLADOS, SEM AGUA, COM LUZ MUITO RUIM, SEM TELEFONE. MINHA AVÓ TEM 86 ANOS E MEU AVÔ PASSOU DOS 90, ASSIM SÃO MEUS QUERIDINHOS QUE ESTÃO LÁ, ISOLADOS E MEU CORAÇÃO PARTIDO PORQUE MORO AQUI EM BRASÍLIA NESSA LONJURA DELES....MEU DEUS PROTEJA MEUS VELHOS, E MINHA TIA QUERIDA E TODOS MEUS CONTERRÂNEOS QUE ESTÃO SOFRENDO AGORA.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Poesia....de Madame Agnes...para vocês.. essa é uma poesia de inspiração japonesa, como podem ver...rs


POTE DE ARROZ
(autora: Madame Agnes)

POTE DE ARROZ
ME SACIA A FOME
TRANSFORMA TUA BRANCURA
EM CARNE VIVA E CRUA

POTE DE ARROZ
NAS NOITES DE INVERNO
FRIAS
AQUEÇE MINHAS MÃOS
NUAS

POTE DE ARROZ
TORNA EM SORRISOS
O DESEJO QUE ME
CONSUMIA

POTE DE ARROZ
TOCO COM MEUS LÁBIOS
SORVENDO SEUS SIMPLES
PRAZERES ALCANÇANDO
O PROFUNDO DE MINHA EXISTÊNCIA

NA LAMA
ESCURA
NASCE...
O ARROZ ....DO MEU POTE DE ARROZ
NA LAMA
ESCURA
CRESCE
O ARROZ.... DO MEU POTE DE ARROZ
NA LAMA
ESCURA
SE PERFUMA
O ARROZ .....DO MEU POTE DE ARROZ...

E ASSIM, COMO A FLOR DE LÓTUS,
VEM À LUZ
O ARROZ ...DO MEU POTE DE ARROZ....

Gohan é o que há de mais essencial na culinária japonesa. Base da alimentação diária do país, os japoneses costumam dizer que "sem arroz não dá para viver". Chamado de nihon mai, o arroz japonês é de uma variedade asiática que precisa ser plantada em charcos, com muita água. O nihon mai é também um alimento de importante significado na cultura nipônica. Durante séculos o arroz foi usado como moeda no país. Os salários dos samurais eram pagos com arroz e senhores feudais tinham sua riqueza calculada por seus estoques de arroz. Até hoje lutadores de sumô são simbolicamente premiados com arroz. Mesmo a palha do arroz é considerada sagrada. No xintoísmo, religião nativa do Japão e base do folclore do país, cordas feitas de palha de arroz são usadas para demarcar locais, árvores e pedras onde acredita-se que haja uma divindade.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

AMO TODOS VOCES SABIAM? FELIZ ANO NOVO PRA GENTE!

FAMÍLIA...UM PEDAÇO DO CORAÇÃO DA GENTE PRA SEMPRE!


AMIGOS E AMIGAS, NOS FORTALECEM, NOS PIRAM, BEBEMOS, RIMOS, CANTAMOS E CHORAMOS JUNTOS!



AMIGAS QUERIDAS!!
TANTA GENTE QUE AINDA VOU POSTAR FOTO AQUI! AGUARDEM UM POUQUINHO TÁ?

AMO VOCES DEMAIS MESMO! E SE FALTAR ALGUMA FOTO, DE ALGUEM QUE EU AMO, NÃO É POR FALTA DE AMOR QUE FALTOU A FOTO, É POR FALTA DE FOTO MESMO RS!