terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

BORBOLETA AZUL....


Ah...não me creio, agora tão só...
acreditei tanto na linda borboleta azul
voava bela, a minha volta,
pousava inesperadamente sobre meus ombros

suas asas suaves, me torturavam
pequenos toques, beijinhos de borboleta
e cada verso de suas pétalas azuis
voava até minha boca e derretia,
quente, em poesias

mas então sumiu a borboleta, por desencanto
se mostrou faceira
se mostrou matreira
e eu, tonta, de tanto persegui-la
caí, cansada, no chão e comecei a chorar

borboleta, azul, como o céu,
minha cor predileta,
se confundia , asas e firmamento,
no dia

E sumiu para sempre, minha borboleta azul,
minha borboleta, nunca existiu?
Ah, querida borboleta,
me deixou só, sem sorrisos, perdida,
não sabia, mas presa nas asas da borboleta azul,
era eu que, agora, desaparecia....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBSERVE QUE NÃO SERÁ ADMITIDO EM HIPÓTESE ALGUMA COMENTÁRIOS AGRESSIVOS. EM NENHUM GRAU DE AGRESSÃO. E ISSO É SUBJETIVO POR ISSO EU POSSO ACHAR UMA COISA QUE VOCE NÃO ACHA RUIM, MUITO AGRESSIVA E PORTANTO NÃO POSTAR. TAMBÉM NÃO PODE ANUNCIAR NEM VENDER NEM FAZER PROPAGANDA DE NADA. OBRIGADA!