terça-feira, 31 de maio de 2011

LAGRIMAS DE TINTA....




pinga... pingo ...e com a ponta deste pincel

eu me pinto
de belas cores
de sorrisos largos
de belas roupas
de alegrias cálidas

nada me surpreende
na ponta do meu pincel
e caem os pingos
são lágrimas de fel

não estou sorrindo agora...



e a cada quadro que eu pinto
mais estranha me sinto

é como se fosse um retrato de Dorian Gray
eu não morro mas também não vivo
não sou quem penso que sou
nem mesmo penso que sei ...

e os sorrisos que pinto no meu quadro,
vão se diluindo em meio a cores e borrões
é uma arte abstrata e obscura que surge
e no meio de um campo de batalha, sangram corações

e o pincel vai e vem ...
as cores se misturam na palheta
derrubo então tudo no chão, destruo o que era aparente construção...
jogo as tintas para o alto, grito

grito como se cada grito fosse uma pincelada,
lanço toda a energia
nessa intensa jornada...
minha vida....sempre ....sempre ....renovada....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBSERVE QUE NÃO SERÁ ADMITIDO EM HIPÓTESE ALGUMA COMENTÁRIOS AGRESSIVOS. EM NENHUM GRAU DE AGRESSÃO. E ISSO É SUBJETIVO POR ISSO EU POSSO ACHAR UMA COISA QUE VOCE NÃO ACHA RUIM, MUITO AGRESSIVA E PORTANTO NÃO POSTAR. TAMBÉM NÃO PODE ANUNCIAR NEM VENDER NEM FAZER PROPAGANDA DE NADA. OBRIGADA!