terça-feira, 24 de maio de 2016

"Você tira o país da merda, mas não tira a merda do país..."concordo completamente!

Hoje em menos de quinze minutos vi dois carros cruzando sinais vermelhos ( em pontos diferentes), mas eram sinais vermelhos mesmo, não tinham acabado de ficar vermelhos (desculpa de quem acelera pra passar no amarelo). Fiquei impressionada. O primeiro carro era um veículo antigo, com mais de 20 anos fácil e com toda a pinta de estar fazendo lotação.
Virei pro meu filho na mesma hora e falei:
- "Repare só, por isso te aviso pra olhar antes de atravessar cara...o povo não respeita sinal...."
Foi terminar de falar e logo a frente, sinal fechadíssimo cruza a velocidade próxima a da luz um Cinque cento (escreve assim?) da Fiat, carro que no mínimo custa uns 60 mil reais. OU seja não creio que estava fazendo lotação. Gostaria de deixar claro que não acho que "fazer lotação" justifique passar em sinal correndo mas...observem...
Tanto faz o objetivo, o fato é que nenhum desses seres humanos, um homem e depois, uma mulher, respeitaram a LEI de transito e podiam sim ter matado alguém atropelado....
Fiquei indignada. Me considero uma pessoa anômala. Sigo as regras do trânsito. Distribuo setas. Não passo sinal (e a única vez que passei, parei embaixo, estava a 20 quilômetros distraída com um bonecão de Olinda que vagava à beira da rua, tomei uma bela multa e achei bem feito pra mim. Eu assumo quando cometo erros, não fico pondo panos quentes). Ando com o farolete ligado por medida de segurança e para me tornar mais visível. Dou passagem a quem pede, até os mal educados, para evitar acidente. Não colo no carro da frente. Dou preferência a bicicletas e pedestres. Quando adolescente nunca calotei um ônibus, mesmo tendo ficado sem lanche várias vezes quando meus colegas trocavam seus passes por uma pipoca doce no recreio e eu, toda certinha, passava fome pra pagar a passagem com o passe. Acho que sou mesmo maluca...imagina?
O certo nesse país é fazer errado...dar um jeitinho...ou não?
Logo em seguida de ter visto esses dois crimes de trânsito, saindo da escola do meu filho, um homem tentava a todo custo cruzar a minha frente com seu belo carrão, PELA CONTRAMÃO. Oras oras oras...tá gente...eu sei...é errado, muito errado dar o dedo...eu sei...mas o cara todo puto no carro porque eu não dei passagem e me xingando..eu, sem pensar dei o dedo e em seguida um não não não de mãe...vocês conhecem?
Até aí, normal...uma discussão de transito sem mais problemas. MAS o pior vem adiante...oras parei logo embaixo um quilometro do local e não percebi que o cara, bandido, porque só bandido faz estas coisas, me seguira.
E eu, distraída no carro, falando ao celular, fui surpreendida por seus xingamentos e gritos aonde? Na minha porta.
PASMEM! O cara me seguiu, deu a volta e parou do outro lado da rua, atravessou a rua e se postando ao lado de minha porta começou o xingatório. Numa boa? Xingamentos são só palavras feias. "Tô nem aí!" mas o problema foi a aproximação agressiva, violenta que, claramente, punha em risco meu bem estar...Fiquei dentro do carro. e falei para ele se afastar ou chamaria a polícia. Atitude básica de um covarde? Continuar a xingar e se afastar, pegar o carro e sumir no mapa. Claro...PORQUE ELE FEZ ISSO?
Primeiro.
Assim com os dois bandidos do início do texto, ele não respeita a lei, está pouco se lixando com sinais, vias onde entra na contramão, ou ameaçar outras pessoas.
Segundo.
Eu sou mulher.
Sim. O cara se aproximou e fez tanto show pelo simples fato de acreditar que eu, sendo mulher, não lhe encheria a cara de bolacha. O cara, detalhe, era um baixinho, destes bem metidos a brigões? Quando se aproximou e viu o tamanho da mulher (tenho um metro e setenta) ficou meio parado, e aí avançou com seus grunhidos, gritos, histérico igual um doido surtado, xingando igual uma puta de beira de estrada.
Pensemos.
Ele fez isso porque eu não reagi, até porque seria uma imprudência minha. Aí, na cabeça do cara, voltei a minha condição de mulher. E ele cresceu novamente, ficou "machão"...sei...
Apenas o xinguei de volta e determinei aos berros que se afastasse do meu carro e claro, de mim. Ameacei chamar a polícia...ah a polícia...que não respeita as leis e tampouco é respeitada...me desculpem os honrados que trabalham na polícia mas infelizmente muitos se venderam ou estão literalmente cagando pro cidadão de bem.
Ele nem triscou no carro e graças a Deus se afastou, aos berros, mas se afastou... Amigas...amigos....não gosto de mentir..se ele tivesse tocado no meu carro....eu sairia e meteria minhas baquetas de bateria nas fuças dele...tranquilamente e prontamente, sem dó nem piedade, eu defenderia meu patrimônio e minha integridade física.
 E garanto que, como fiz 3 anos de Wu Shu, ele certamente iria sentir dor, muita dor, por vários dias e eu, apenas no intuito de me defender de um covarde babaca, teria mostrado a ele que não se mexe nos bens nem se ameaça as pessoas, sejam de que sexo ou idade forem.
Mas, amigos....porque tanta conversa?
Porque estamos agora vivendo um momento em que, sujeira e mais sujeira, vemos o lixão que nosso país se tornou, cheio de ladrões, conchavos e espertalhões.
Bandidos de todos os cantos, caras e partidos políticos!E não me venham com ideologias de esquerda ou direita já que não existe para onde correr. Estamos cercados e porquê isso?

Porque temos o governo que reflete a grande massa de nosso país, temos o governo da roubalheira, do jeitinho brasileiro, que nada mais é que a corrupção safada que contamina os corredores do Congresso, dos tribunais, do Planalto. Então que tal pararmos de reclamar e olharmos para nós mesmos? Você aí que está lendo.  Quantas vezes fez algo que sabia que era errado, ilegal ou imoral mas mesmo assim fez. E depois ficou calado olhando pros lados pensando que os outros eram piores que você?  E reclamando de presidentas, presidentos, deputados e deputadas, senadores e senadoras, políticos em geral, juízes, autoridades, vizinhos.

Não reclame, se estamos nadando em merda no Brasil é porque plantamos cocô e agora estão chovendo essas coisas porcalhonas que nada mais são que os frutos daquilo que somos e que escolhemos para governar nosso país.
Não recrimino que saia daqui. Afinal, porque fincar os pés na merda? Aguentar violências sexistas? Ver a injustiça e ficar paralisado pois não sabe para onde correr ou a quem recorrer? Suportar a inércia de um governo, qualquer que seja, que não ama o povo de seu país nem o solo maternal da pátria mãe gentil?


Leia este artigo do Flavio Morgenstern. Achei lúcido. Não sou liberalista, mas, sinceramente, to cansada de um governinho de merda paternalista, populista, bundão em que apostei anos de minha vida e só me sacaneou e se vendeu por umas moedas. De um povo que não segue a lei porque "ninguém segue, então porque vou seguir"?
Cansada de ser a próxima vítima do esquecimento nas estatísticas do governo, sejam elas de mortos em trânsito por motoristas malucos como os que encontrei hoje ou mortos de fome ou mortos de ignorância ou mortos pelos bandidos que não respeitam mais nada.
Mas se os cidadãos considerados "de bem" estão pouco se lixando pra lei, imagine os bandidos?

Leia este artigo.

http://papodehomem.com.br/voce-tira-o-pais-da-merda-mas-nao-tira-a-merda-do-pais/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBSERVE QUE NÃO SERÁ ADMITIDO EM HIPÓTESE ALGUMA COMENTÁRIOS AGRESSIVOS. EM NENHUM GRAU DE AGRESSÃO. E ISSO É SUBJETIVO POR ISSO EU POSSO ACHAR UMA COISA QUE VOCE NÃO ACHA RUIM, MUITO AGRESSIVA E PORTANTO NÃO POSTAR. TAMBÉM NÃO PODE ANUNCIAR NEM VENDER NEM FAZER PROPAGANDA DE NADA. OBRIGADA!